terça-feira, 9 de maio de 2017

Antigo tradutor do hebraico original diz que “a Bíblia não fala de Deus”

Mauro Biglino, antigo tradutor das Edizioni San Paolo (uma das mais importantes editoras católicas), traduziu durante anos escritos originais da Bíblia. Agora afirma que o livro não fala sobre Deus.

Mauro Biglino foi tradutor de hebraico antigo durante vários anos nas Edizioni San Paolo

Mauro Biglino trabalhou durante anos no Vaticano como tradutor de hebraico antigo para as Edizioni San Paolo, uma das mais importantes editoras católicas do mundo, que edita a Bíblia e outros livros católicos em todo o mundo, incluindo em Portugal (Editora Paulus). Era responsável pela tradução dos escritos originais da Bíblia, em hebraico, para a publicação em italiano pela editora pertencente à Sociedade de São Paulo, congregação fundada em 1914 pelo Beato Giacomo Alberione. Trinta anos depois de ter começado o seu trabalho como tradutor, publicou “A Bíblia não é um Livro Sagrado” (Livros Horizonte), obra polémica em que assegura: “A Bíblia não é aquilo que habitualmente se diz. Conta uma outra história, não se ocupa de Deus”.

Ao Observador, Biglino afirma que “não há qualquer referência a Deus nos textos da Bíblia. Há, sim, a um coletivo, chamado Elohim, e a um deles em particular, chamado Yaveh“. A dada altura, explica o autor, “as traduções foram sendo adulteradas e foram convertendo Yaveh num Deus único e todo poderoso”. E acrescenta: “Em hebraico nem sequer há nenhuma palavra que signifique Deus”. No seu livro, Mauro Biglino detalha o percurso das traduções oficiais da Bíblia, que foram adulteradas para “para inventar o monoteísmo”.

Biglino, que nasceu em 1950 na cidade italiana de Turim, aprendeu hebraico na comunidade hebraica de Turim. Mais tarde, a editora do Vaticano apercebeu-se dos trabalhos de tradução de Biglino, reconheceu o seu rigor e convidou-o para colaborar. “Além disso, perceberam que eu também conhecia latim e grego, línguas essenciais para entender o contexto dos textos bíblicos”, acrescenta.
“Em 2010, comecei a escrever um livro em que denunciava algumas das contradições que estava a encontrar nas minhas traduções dos textos bíblicos, e desde esse momento, a colaboração foi interrompida, acabaram o meu contrato de trabalho”, lembra. Biglino acrescenta que compreende “perfeitamente” a decisão da editora, uma vez que se tornou “inviável” estar ao serviço da editora e obter conclusões tão distintas.

Quando deixou de colaborar com as Edizioni San Paolo, Biglino publicou livros em que apresentou traduções literais, palavra por palavra, de vários textos bíblicos, que foram usados por historiadores para identificar imprecisões. Nesses livros, que mostravam lado a lado as palavras italianas e hebraicas, Biglino argumenta que a Bíblia contém diversas imprecisões facilmente demonstráveis. “É por isso que os críticos discordam das minhas conclusões mas não põem em causa o rigor das traduções”, sublinha.

“Quando eu digo que a Bíblia não fala de Deus, não digo que Deus não existe, porque não o sei. Digo apenas que a Bíblia não fala de Deus”, destaca, acrescentando que, no seu entender, “não se sabe nada sobre Deus”. Por isso, sublinha, “como Deus me é absolutamente desconhecido, não posso acreditar nele”. Mauro Biglino afirma ainda que não é o único a discordar das traduções oficiais da Bíblia, mas acrescenta que “não há muitos que tenham a coragem de divulgar as suas conclusões”.
Para o antigo tradutor, o seu trabalho pode mesmo ter influência nas futuras traduções da Bíblia, avançando que já se sentem alguns efeitos. “A profecia de Isaías, por exemplo, dizia que «a Virgem irá conceber e dará à luz um Filho», mas as bíblias alemãs, depois da aprovação da Conferência Episcopal, já não dizem isso. Já dizem que «a Virgem vai conceber», que é o que verdadeiramente lá está escrito”, destaca Mauro.

Contactada pelo Observador, a editora italiana confirmou que Mauro Biglino já deixou de colaborar com as Edizioni San Paolo “há muitos anos”, pelo que recusou comentar o trabalho atual do tradutor.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Caça às Bruxas: Mulher morre após ser jogada em FOGUEIRA por grupo religioso na Nicarágua

 

Uma mulher morreu nesta terça-feira (28) em um hospital da Nicarágua após não suportar as queimaduras em todo o corpo após ter sido jogada em uma fogueira por um grupo religioso que acreditava que ela estava "possuída", informaram seus familiares. 

A mulher, identificada como Vilma Trujillo García, de 25 anos, foi amarrada e jogada em uma fogueira na quinta-feira passada, em um ritual da igreja evangélica Assembleia de Deus, confirmou seu marido, Reynaldo Peralta. 

O homem relatou que sua esposa foi despida, amarrada junto à fogueira, e posteriormente empurrada em direção à mesma. 

A Polícia Nacional prendeu o pastor Juan Gregorio Rocha Romero e quatro supostos cúmplices, que são apontados como responsáveis pelo crime. 

O incidente aconteceu na comunidade rural de El Cortezal, no município de Rosita, na Região Autônoma Caribe Norte (RACN), no nordeste da Nicarágua. 

A mulher chegou a ser transferida para um hospital na capital Manágua, mas com poucas chances de continuar viva, afirmou Peralta. 

Vilma era mãe de duas meninas, de acordo com seu marido. 

Comentário do Ondashiz: Ué, voltou a Caça às Bruxas e eu não tô sabendo? Você aí, com medo de "satanistas", "muçulmanos", Nova Ordem Mundial, o diabo-a-4, e o verdadeiro perigo está na igreja evangélica mais próxima.Cuidado quando aquele seu colega pastor te chamar pra um churrasco... A carne a ser posta no fogo pode ser a TUA!

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Menino diabético morre de FOME após pais evangélicos obrigarem o filho a fazer jejum

Adolescente de 15 anos foi encontrado pesando apenas 16 quilos, teve infecção generalizada e acabou morrendo devido aos mais tratos.

Um adolescente de 15 anos morreu após ser obrigado pelos pais a fazer jejum. Alexandru Radita sofria com diabetes e foi encontrado pesando apenas 16kg, quando morreu de sepse bacteriana como resultado da fome. O caso aconteceu na Romênia.

Emil Radita, de 59 anos, e Rodica Radita, de 53 anos, pais do adolescente, não deixaram que os médicos tratassem o menino de sua diabetes e o deixaram morrer depois de sofrer com a extrema fome. Eles eram membros fanáticos de uma igreja pentecostal romena.

De acordo com informações da polícia, o casal evangélico se recusou a chamar uma ambulância e oraram por duas horas antes de decidirem levar o adolescente para o hospital.

Alexandru havia sido levado pelos serviços sociais anteriormente. Entretanto, os pais conseguiram recuperar a guarda do filho um ano depois. Eles se recusavam a acreditar que o garoto sofria com diabetes.

Sr. e a Sra. Radita pretendiam isolar Alex de qualquer pessoa que pudesse intervir ou monitorar seu tratamento com insulina", disse a promotora de justiça responsável pelo caso ao site de notícias 'Metro'

Em um telefonema para os serviços de emergência, o pai disse que tinha voltado para casa do trabalho e descobriu que seu filho "não respirava".

Alexandru morreu em 2013, mas seus pais só foram levados à justiça em 2017. A negligência com relação ao menino tinha sido tão grande, que até mesmo seus dentes tinham apodrecido, de acordo com o médico legista Jeffery Gofton.

Gofton acrescentou que as reservas de gordura e músculos estavam tão baixas que ele não conseguia lutar contra a infecção que o matou. Os pais foram condenados à prisão perpétua.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Bomba! Pastor Reuel Bernadino é desmascarado no altar

(Pirateado de O Fuxico Gospel)

O pastor Reuel Bernadino, atual presidente do Congresso Gideões Missionários da Última Hora, e  filho do saudoso pastor Cesino Bernadino, passou por um vexame depois de ministrar oferta em sua igreja.

Reuel criou um desafio de R$1.000 (Um Mil Reais), ele estava contando como algumas pessoas já haviam sentido de Deus a vontade de ofertar este valor e participar da campanha.

Ele contou que um católico ligou pra ele querendo ofertar, e depois outras pessoas começaram a ligar e a confirmar que doariam os mil reais.

Ao fundo, vários pastores observam Reuel atentamente, e claramente demonstram-se insatisfeitos.

Momentos depois, um senhor se levanta e vai em direção ao altar. Depois de passear alguns segundos pelo local, ele grita:
-Homem!
Reuel para, baixa a cabeça e ouve o que o homem tem a dizer.
O senhor continua... 
-Até quando vais continuar mentindo?
Homem, Até quando tu enganarás?
A tua capa vai cair, chega de engano e mentira.


Apesar de não ter se dirigido especificamente a Reuel, o clima não ficou agradável, o filho de Cesino dá sequência ao culto como se nada tivesse acontecido.

O vídeo começou a circular pelas redes sociais e muita gente já especula que o episódio terá um grande reflexo sobre o Congresso Gideões da Última Hora.

Assista:


[DESPREGADOR TROLL] Pastor mulherengo leva mulher casada pro restaurante... Adivinhem quem apareceu lá?

Sim, o maridão da moça. um ARMÁRIO de dois metros de altura por três de largura.
Escuta os "estralos" cada vez que a mão do negão dá na cara do safado!
Vai, pastor, chama o "chessus" pra te ajudar! xD
É TREEEETA!!!



[DESPREGADOR URGENTE] Homem com Aids doa tudo à Universal, família passa fome e polícia é acionada





Caberá à polícia de Vilhena investigar uma denúncia contra a Igreja Universal do Reino de Deus apresentada nesta quarta-feira, 26, pela esposa de um fiel da denominação na cidade. O caso, no entanto, tem contornos dramáticos, e envolve muito mais que um suposto estelionato religioso.

Através de pessoas que conhecem o caso, a equipe de reportagem obteve detalhes da história do homem de 38 anos, que descobriu em 2009 ser portador do vírus HIV, mas que acredita estar curado da doença graças à militância na igreja do bispo Edir Macedo.

O paciente se tratou até o ano passado no Serviço de Atendimento Especializado (SAE), em Vilhena, mas desistiu da terapia para seguir as orientações do pastor da Universal, que prometia livrá-lo do “vírus da Aids” através de orações.

Mesmo suspendendo voluntariamente a medicação, o homem sempre retornava ao SAE quando tinha uma recaída. “Ele chegava com diarréia ou pneumonia, decorrentes da ação do HIV, mas não aceitava tomar os medicamentos contra o vírus. A gente, então, tratava apenas os sintomas, pois o paciente dizia que estava curado ‘em nome de Jesus’”, confirma uma servidora da entidade.

Ontem, assistentes sociais descobriram que o fanatismo religioso do portador do HIV está comprometendo toda a família: a esposa resolveu desabafar e contar que o marido já doou quase tudo à Igreja Universal em troca da cura.

E a mulher só resolveu fazer as revelações porque, além de já estar faltando comida em casa, o companheiro anunciou que, nos próximos dias, “entregaria no altar” o único bem que lhe restou: a casa onde todos vivem

Ao relatar o caso na polícia, a esposa do fiel revelou que ele já doou uma moto e entrega à igreja os dois benefícios que garantem a sobrevivência da família: as pensões que o INSS paga para ele próprio (em decorrência da doença) e para a filha, menor de idade e portadora de deficiência mental. A criança tem 7 anos e frequenta a APAE.

Acompanhando o caso e tentando evitar que o homem morra em decorrência da Aids e a família dele de fome, o SAE vai orientar a esposa a entregar ao pastor da Universal uma cópia da ocorrência registrada na polícia e o recorte de uma reportagem mostrando que a mesma denominação já foi condenada por um episódio parecido.

Comentário do Despregador:
PARASITAS!!! Estes VERMES da Igreja Universal, da Mundial, e das outras que as inspiraram e suas dissidências, deviam ser todos PRESOS e condenados a trabalhos forçados em minas de nióbio!
Valdemiro sobreviveu a uma facada, uma lástima,mas isso foi só o começo de algo que está começando no Brasil, e vai ficar pior que na Irlanda do Norte na década de 80 (Quem é da época se lembra...).

segunda-feira, 2 de março de 2015

DESPREGADOR URGENTE: Eu avisei, não avisei?

Primeiramente, minhas sinceras desculpas pelo longo tempo afastado. Eu estava envolvido em projetos particulares e não tinha tempo para continuar a minha luta.

Mas isto aqui foi tão de lascar que eu tenho que postar, mesmo não tendo tempo!

Lembra quando eu avisava de que estavam planejando criar uma milícia evangélica? pois é, o rabino... Digo, o "bispo" Edir Macedo, aquele que toma banho numa banheira de ouro maciço e diz que aquilo é pra "conversar com Deus", e faz seus cultos vestido de rabino, aprontou mais essa. Vou deixar uma foto e um vídeo, que falarão por si próprios.


Formação de “exército evangélico” provoca polêmica nas redes sociais


Projeto de recrutamento de jovens faz parte da Igreja Universal do Reino de Deus


Circulam na internet vídeos polêmicos que mostram jovens marchando fardados e em posição de ordem em um templo religioso de uma igreja evangélica. No vídeo, eles recebem comandos de um suposto bispo da igreja, e respondem “o altar” a perguntas como “o que é que vocês querem?”. Até a representação de um ‘escudo militar’ com a sigla G.A (Gladiadores do Altar) é utilizada pelo grupo.
Em um dos vídeos publicados pela própria igreja no Facebook, está um que recebeu mais de 220 mil visualizações até o momento da publicação deste artigo. Nos comentários, é possível notar a preocupação de várias pessoas com o que seria a formação de uma ‘ditadura evangélica’ no Brasil. A semelhança com rituais praticados pelo exército de Hitler na época do Nazismo, ou mais atualmente pelo Estado Islâmico, cujas práticas principais são dominar o mundo com um só pensamento – que consideram o único verdadeiro – e aniquilar quem pensa diferente, também é lembrada. Foi manifestada preocupação com a força que uma alienação religiosa pode levar alguns a fazer em nome de ‘Deus’, como a formação de membros intolerantes como os de grupos que fazem o EI e Al-Qaeda.