domingo, 15 de janeiro de 2017

Bomba! Pastor Reuel Bernadino é desmascarado no altar

(Pirateado de O Fuxico Gospel)

O pastor Reuel Bernadino, atual presidente do Congresso Gideões Missionários da Última Hora, e  filho do saudoso pastor Cesino Bernadino, passou por um vexame depois de ministrar oferta em sua igreja.

Reuel criou um desafio de R$1.000 (Um Mil Reais), ele estava contando como algumas pessoas já haviam sentido de Deus a vontade de ofertar este valor e participar da campanha.

Ele contou que um católico ligou pra ele querendo ofertar, e depois outras pessoas começaram a ligar e a confirmar que doariam os mil reais.

Ao fundo, vários pastores observam Reuel atentamente, e claramente demonstram-se insatisfeitos.

Momentos depois, um senhor se levanta e vai em direção ao altar. Depois de passear alguns segundos pelo local, ele grita:
-Homem!
Reuel para, baixa a cabeça e ouve o que o homem tem a dizer.
O senhor continua... 
-Até quando vais continuar mentindo?
Homem, Até quando tu enganarás?
A tua capa vai cair, chega de engano e mentira.


Apesar de não ter se dirigido especificamente a Reuel, o clima não ficou agradável, o filho de Cesino dá sequência ao culto como se nada tivesse acontecido.

O vídeo começou a circular pelas redes sociais e muita gente já especula que o episódio terá um grande reflexo sobre o Congresso Gideões da Última Hora.

Assista:


[DESPREGADOR TROLL] Pastor mulherengo leva mulher casada pro restaurante... Adivinhem quem apareceu lá?

Sim, o maridão da moça. um ARMÁRIO de dois metros de altura por três de largura.
Escuta os "estralos" cada vez que a mão do negão dá na cara do safado!
Vai, pastor, chama o "chessus" pra te ajudar! xD
É TREEEETA!!!

[DESPREGADOR URGENTE] Homem com Aids doa tudo à Universal, família passa fome e polícia é acionada





Caberá à polícia de Vilhena investigar uma denúncia contra a Igreja Universal do Reino de Deus apresentada nesta quarta-feira, 26, pela esposa de um fiel da denominação na cidade. O caso, no entanto, tem contornos dramáticos, e envolve muito mais que um suposto estelionato religioso.

Através de pessoas que conhecem o caso, a equipe de reportagem obteve detalhes da história do homem de 38 anos, que descobriu em 2009 ser portador do vírus HIV, mas que acredita estar curado da doença graças à militância na igreja do bispo Edir Macedo.

O paciente se tratou até o ano passado no Serviço de Atendimento Especializado (SAE), em Vilhena, mas desistiu da terapia para seguir as orientações do pastor da Universal, que prometia livrá-lo do “vírus da Aids” através de orações.

Mesmo suspendendo voluntariamente a medicação, o homem sempre retornava ao SAE quando tinha uma recaída. “Ele chegava com diarréia ou pneumonia, decorrentes da ação do HIV, mas não aceitava tomar os medicamentos contra o vírus. A gente, então, tratava apenas os sintomas, pois o paciente dizia que estava curado ‘em nome de Jesus’”, confirma uma servidora da entidade.

Ontem, assistentes sociais descobriram que o fanatismo religioso do portador do HIV está comprometendo toda a família: a esposa resolveu desabafar e contar que o marido já doou quase tudo à Igreja Universal em troca da cura.

E a mulher só resolveu fazer as revelações porque, além de já estar faltando comida em casa, o companheiro anunciou que, nos próximos dias, “entregaria no altar” o único bem que lhe restou: a casa onde todos vivem

Ao relatar o caso na polícia, a esposa do fiel revelou que ele já doou uma moto e entrega à igreja os dois benefícios que garantem a sobrevivência da família: as pensões que o INSS paga para ele próprio (em decorrência da doença) e para a filha, menor de idade e portadora de deficiência mental. A criança tem 7 anos e frequenta a APAE.

Acompanhando o caso e tentando evitar que o homem morra em decorrência da Aids e a família dele de fome, o SAE vai orientar a esposa a entregar ao pastor da Universal uma cópia da ocorrência registrada na polícia e o recorte de uma reportagem mostrando que a mesma denominação já foi condenada por um episódio parecido.

Comentário do Despregador:
PARASITAS!!! Estes VERMES da Igreja Universal, da Mundial, e das outras que as inspiraram e suas dissidências, deviam ser todos PRESOS e condenados a trabalhos forçados em minas de nióbio!
Valdemiro sobreviveu a uma facada, uma lástima,mas isso foi só o começo de algo que está começando no Brasil, e vai ficar pior que na Irlanda do Norte na década de 80 (Quem é da época se lembra...).

segunda-feira, 2 de março de 2015

DESPREGADOR URGENTE: Eu avisei, não avisei?

Primeiramente, minhas sinceras desculpas pelo longo tempo afastado. Eu estava envolvido em projetos particulares e não tinha tempo para continuar a minha luta.

Mas isto aqui foi tão de lascar que eu tenho que postar, mesmo não tendo tempo!

Lembra quando eu avisava de que estavam planejando criar uma milícia evangélica? pois é, o rabino... Digo, o "bispo" Edir Macedo, aquele que toma banho numa banheira de ouro maciço e diz que aquilo é pra "conversar com Deus", e faz seus cultos vestido de rabino, aprontou mais essa. Vou deixar uma foto e um vídeo, que falarão por si próprios.


Formação de “exército evangélico” provoca polêmica nas redes sociais


Projeto de recrutamento de jovens faz parte da Igreja Universal do Reino de Deus


Circulam na internet vídeos polêmicos que mostram jovens marchando fardados e em posição de ordem em um templo religioso de uma igreja evangélica. No vídeo, eles recebem comandos de um suposto bispo da igreja, e respondem “o altar” a perguntas como “o que é que vocês querem?”. Até a representação de um ‘escudo militar’ com a sigla G.A (Gladiadores do Altar) é utilizada pelo grupo.
Em um dos vídeos publicados pela própria igreja no Facebook, está um que recebeu mais de 220 mil visualizações até o momento da publicação deste artigo. Nos comentários, é possível notar a preocupação de várias pessoas com o que seria a formação de uma ‘ditadura evangélica’ no Brasil. A semelhança com rituais praticados pelo exército de Hitler na época do Nazismo, ou mais atualmente pelo Estado Islâmico, cujas práticas principais são dominar o mundo com um só pensamento – que consideram o único verdadeiro – e aniquilar quem pensa diferente, também é lembrada. Foi manifestada preocupação com a força que uma alienação religiosa pode levar alguns a fazer em nome de ‘Deus’, como a formação de membros intolerantes como os de grupos que fazem o EI e Al-Qaeda.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

DESPREGADOR URGENTE: Curta “Eu Não Quero Voltar Sozinho” é censurado no Acre

Numa recente demonstração de autoritarismo e desrespeito à laicidade do Estado, o premiado curta-metragem “Eu Não Quero Voltar Sozinho” foi censurado no Acre. O filme fazia parte da programação do Cine Educação, projeto voltado à inserção da arte no ambiente escolar. Entretanto, a temática central do filme (o surgimento de uma relação homoafetiva entre colegas de escola, complexificada pela deficiência visual de um deles) desagradou os líderes religiosos locais. Tais líderes, numa atitude absolutamente inaceitável de intolerância, conseguiram proibir a exibição do filme pressionando os políticos locais. Não satisfeitos com essa barbárie, os fundamentalistas homofóbicos conseguiram paralisar o Cine Educação, cujo futuro está agora ameaçado.
O caso já foi notícia em vários canais, como o jornal A Capa e o Cineclick UOL (confira a lista completa no final do post). Uma outra reação de impacto foi carta de repúdio do Movimento Audiovisual Acreano Contra a Censura, com o subtítulo “O ESTADO BRASILEIRO É LAICO!“, que também lista os prêmios nacionais e internacionais que o curta metragem já ganhou. Segundo o Movimento, este é “um dos filmes brasileiros mais premiados dos últimos tempos em vários Festivais de Cinema Nacional e Internacional”.
Assista aqui o filme “Eu Não Quero Voltar Sozinho” , e confira logo abaixo a mensagem da Lacuna Filmes, produtora do curta, na íntegra:>


Queridos amigos e colegas,
No início da semana recebemos a notícia de que a exibição do curta Eu Não Quero Voltar Sozinho, como parte do programa Cine Educação, havia sido censurada no Acre.
O programa Cine Educação, uma parceria com a Mostra Latino-Americana de Cinema e Direitos Humanos, tem como objetivo ”a formação do cidadão a partir da utilização do cinema no processo pedagógico interdisciplinar” e disponibiliza diversos filmes cujos temas englobem os direitos humanos, de modo que professores escolham quais são mais adequados para serem trabalhados em aula.
Na semana passada, no estado do Acre, uma professora escolheu o curta Eu Não Quero Voltar Sozinho e exibiu-o para seus alunos. Para aqueles que não conhecem, a trama narra a história de Leonardo, um adolescente cego que, ao longo do filme, vai se descobrindo apaixonado por um novo colega de sala.
Alunos presentes na exibição confundiram o curta metragem com o “kit anti-homofobia” e levaram a questão aos líderes religiosos, que mobilizaram políticos da região com o intuíto de proibir o projeto Cine Educação como um todo. Nenhum desses representantes públicos deu-se ao trabalho de ir atrás da verdade e descobrir que se tratava de um programa pedagógico com o intuito de levar o debate sobre direitos humanos para a sala de aula. Mais uma vez no Brasil, a educação perde a batalha contra o poder assustador das bancadas religiosas e conservadoras.
Neste momento, o programa Cine Educação está paralisado. Enquanto isso, os secretários de Educação e de Direitos Humanos do Acre estão articulando com o governador a possibilidade de garantir sua continuidade, enquanto os líderes evangélicos forçam o cancelamento definitivo do programa. Pelo que sabemos, mesmo que o programa seja reativado, o curta Eu Não Quero Voltar Sozinho será excluído do catálogo e não mais ficará disponível para que professores o utilizem no debate de questões que envolvem algo tão elementar quanto a sexualidade humana e tão importante quanto a deficiência visual.
De forma arbitrária, em uma república federativa cuja Constituição atesta um Estado laico, a sociedade está sendo privada de promover debates. Como pretendemos que adolescentes consigam respeitar a diversidade e formem-se cidadãos lúcidos, pensantes e ativos se informação, arte e cultura (sem qualquer caráter doutrinário) lhes são negadas?
Eu Não Quero Voltar Sozinho não é um filme proselitista, tampouco ergue bandeiras de nenhuma natureza. É apenas uma obra de ficção amplamente premiada em festivais de cinema no Brasil e no exterior, cujos predicados artísticos e humanos transcendem qualquer crença. Ademais, se assuntos referentes à orientação sexual dos indivíduos e seus respectivos direitos civis estão na pauta do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional, por que não debatê-los em sala de aula? Que combate sombrio é esse, que reacende a memória de um obscurantismo Inquisidor?
Produtores do Eu Não Quero Voltar Sozinho
Daniel Ribeiro e Diana Almeida
Abaixo, o curta metragem na íntegra:


Posts e Matérias: Cineclick – UOL: Premiado em Paulínia, filme gay é censurado em projeto educativo
ACapa: Curta “Eu Não Quero Voltar Sozinho” é proibido no Acre, confundido com kit anti-homofobia
No Ghetto: “Eu Não Quero Voltar Sozinho” censurado no Acre.
Papo de Homem: Dois casos de censura
Anderssauro: Eu Não Quero Voltar Sozinho
Update or die: Eu Não Quero Voltar Sozinho
Gay1: Premiado em Paulínia, curta gay é censurado em projeto educativo
Fonte: Bule Voador.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

"Novo" layout - O Despregador ficou mais bonito!

Agora sim, meu blog tá com cara de blog sério.
Eu escolhi a cor vermelha para chamar a atenção, e a fonte Stencil é uma fonte comumente usada em caixas de madeira. Caixas, prego; prego, despregar; despregar, Despregador. Tudo a ver.

Em breve, mais notícias para despregar as pantomimas que a crentalhada 90% anda martelando na cabeça de vocês. Só não falo dos constantes absurdos do Feliciano, porque os outros já falam, e isso seria chover no molhado.